jeduca_novo_ensino_medio

O secretário de Educação Básica do MEC (Ministério da Educação), Rossieli Soares da Silva, participa de videoconferência promovida pela Jeduca (Associação de Jornalistas de Educação) para esclarecer jornalistas sobre a Medida Provisória nº 746, que cria o Novo Ensino Médio.

A reforma do Ensino Médio vem provocando muitas polêmicas e dividindo opinião, que coincide com a divisão política que encontramos hoje. Uma das mudanças que mais gera controvérsia é o fim da obrigação atual de estudar 13 disciplinas por três anos com a unificação em quatro grandes áreas do conhecimento – ciências humanas, ciências da natureza, linguagem e matemática. Elas seriam obrigatórias pelo prazo de um ano e meio e depois, seriam optativas, segundo o interesse do aluno.

Outras mudanças são a flexibilização do currículo escolar, a ampliação da carga horária dos alunos para até 1.400 horas anuais (hoje são 800 horas), a possibilidade de inserir o ensino técnico já no ensino médio e o aproveitamento dos conteúdos aprendidos nesta fase da educação quando os estudantes ingressarem na universidade.

De acordo com os dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2015, divulgados pelo Ministério da Educação (MEC), o ensino médio é o que está em pior situação quando comparado às séries iniciais e finais da educação fundamental. A meta estabelecida para 2015 era de 4,3, mas o índice ficou em 3,7.

A socióloga Maria Alice Setubal, em entrevista ao Jornal espanhol El País diz que, mesmo sendo a proposta debatida há algum tempo, na Comissão Especial de Educação do Congresso desde o Governo Dilma, a mudança tinha a chancela dos partidos, mas não da sociedade. Para ela, os tempos da política e dos políticos é um e o tempo do processo [de reforma da educação] é outro. Para entender mais sobre o assunto, no dia 30 de setembro, em uma videoconferência promovida pela Jeduca (Associação de Jornalistas de Educação), o secretário de Educação Básica do MEC (Ministério da Educação), Rossieli Soares da Silva, esclareceu jornalistas sobre a Medida Provisória nº 746, que cria o Novo Ensino Médio.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *