Posts tagged redes sociais

O aprender em tempos de redes sociais

loriane_publicar No dia 8 de outubro, psicopedagogos, psicólogos e profissionais da educação estarão reunidos para falar sobre “As dimensões do aprender em tempos de redes sociais”, com realização da Associação Brasileira de Psicopedagogia – ABPp-PR. Este é o 1º Encontro Regional de Psicopedagogia da Associação e ele faz parte de uma conquista dos psicopedagogos do estado, no sentido de fortalecer as novas gerações de ampliar e intensificar os propósitos e sua atuação na sociedade.
A ideia do tema, segundo a presidente da ABPp-PR, Loriane de Fátima Ferreira, foi pensada devido as demandas sociais da atualidade. Para ela, o aprendiz de hoje está conectado o tempo todo, acessa o mundo em questão de segundos, tem acesso a informações, que promovem mudanças de comportamentos e de valores sociais rapidamente. “É esse aprendiz que a escola e o mundo precisam aprender a lidar e auxiliar na formação pessoal, acadêmica, ética e cidadã”, diz.
A palestra de abertura será realizada pelo doutor em Educação, Ricardo Antunes de Sá, que desenvolve estudos na área da formação e atuação de professores e pedagogos. Professor do Programa de Pós-graduação em Educação da UFPR, na linha de pesquisa “Tecnologias e Mídias Digitais Aplicadas à Educação”, Ricardo trará o tema “Processos Pedagógicos Complexos de Integração das Tecnologias e Mídias Digitais no Contexto da Cibercultura”.
Na sequência, as psicopedagogas e mestres em Psicologia da Educação, Isabel Parolin e Sonia Maria Gomes de Sá Küster falam para o público formado basicamente por sobre “Considerações Psicopedagógicas” acerac do tema do evento.
Outros profissionais renomados, que se destacam pelo seu trabalho realizado na interface entre as áreas da Educação e da Psicologia, estarão passando os seus conhecimentos e trocando experiências com o público. A programação completa e os dados para realizar a inscrição poderão ser conferidos neste link: http://www.paranasulabpp.com.br/?pag=eventos
Serviço:
Data: 08/10/2016
Público-alvo:  psicopedagogos, psicólogos e profissionais da educação
Horário: das 8h às 18h
Local: Colégio Dom Bosco (Rua Visconde de Guarapuava, 5581-  Batel)

 

Download gratuito: Cartilha Tecnologias na Escola

claro

Ilustração: Tom B

O Instituto Claro disponibiliza no seu site a cartilha “Tecnologias na escola – como explorar o potencial das tecnologias da informação e da comunicação na aprendizagem?” (clique aqui). O documento é de 2010 e falando-se em tecnologia quatro anos é muito tempo tanto que  por ali encontram-se ferramentas que nem existem mais como o Orkut. Mesmo assim, a cartilha continua atual, uma vez que inúmeros outros recursos são recomendáveis para uso e que estão em plena atividade na web, no entanto, pouco explorados em sala de aula.
O professor Carlos Seabra é autor da cartilha e a dividiu em: navegação na internet (por exemplo: buscadores como o Google, Wikepédia e o Bing; WebQuest, WebGincana), comunicação (Google Talk, Skype), Vídeo (uso do Youtube, elaboração de um projeto, roteiro, seleção de equipamentos e locais, filmagem, edição de áudio e vídeo e por fim autorização de uso), Som (podcasts, softwares de edição como o Audacity, audiobook), Imagens (Flickr, Picasa, fotolog), Blog (criação de blogs individuais ou em grupo), Textos e planilhas (Processador  de textos, planilha eletrônica, apresentação de slides e gerenciador de bancos de dados), Mapas ( (ferramentas de geoprocessamento, como o Geobusca, Google Maps ou Google Earth), Redes Sociais (Twitter, Facebook) e Jogos e simulações (games sociais, simuladores de voo, Portal do Jogos Cooperativos Computacionais, Banco Internacional de Objetos Educacionais).
Seabra diz na cartilha que: “para que estas tecnologias sejam significativas, não basta que os alunos simplesmente acessem as informações: eles precisam ter a habilidade e o desejo de utilizá-las, saber relacioná-las, sintetizá-las, analisá-las e avaliá-las (…) ir além de respostas simples”.